domingo, fevereiro 25, 2007

estupidamente genio


"o melhor aluno da escola"... um rotulo pesado que me embaraçava... dedicava-me aos estudos, gostava de aprender mas acima de tudo de cumprir os meus deveres, da melhor forma possivel... mas detestava este rotulo, gerador de um fosso entre mim e os restantes, que me viam como um nerd (marrão)... e acima de tudo gerador de atenções "publicas" que me envergonhavam... lembro-me que no 1.º ano (actual 5º), na altura na escola preparatoria da mainça (as urbanizações acabaram por substituir os pré-fabricados que ocupavamos), no final do ano tive tudo 5´s! e como uma vergonha nunca vem só, fui chamado ao conselho directivo porque queriam conhecer o "bicho raro"... uma experiencia pavorosa!

devo dizer que isto de me darem 5´s era um bocado "moda"... pelo menos em educação fisica eu claramente nao merecia (so se fosse pelo empenho...) ... claro que isto era meio caminho andado para se levar porrada (ou no minimo ser-se desprezado) por todos os que tinham belos corpos e coisas mais interessantes para fazer do que estudar, ou seja, aqueles que de facto me atraiam (e eu atraia, na altura de copiar os TPC)...

com o tempo fui melhorando: no 2.º ano (actual 6º) tive um 4 a portugues, no 7º tive 4 a historia e trabalhos oficinais (tambem pudera, o lindo banco em madeira que eu fiz desmoronou-se na altura da avaliação, apesar do jeito que tinha levado clandestinamente na fabrica Monteiro Ribas... ao chegar a casa, depois da vergonha, enchi-o de toneladas de pregos e cola de madeira e deixei-o a secar ao sol... acabou por solidificar mais inclinado que a torre de pisa mas capaz de aguentar com uma pessoa em cima dele), no 8º voltei a piorar e tive apenas um 4 a portugues e tudo o resto 5´s e finalmente no 9º, que terminei em 1988, já consegui ter 4 a portugues, historia, biologia, educação fisica e introdução à economia... ena! ainda assim tive 7 5's...

1 comentário:

Joao Soares disse...

Ola,Pedro Macedo...desconhecia o teu blogue pessoal.Já está na lista do Amigos do Bioterra.
E também com três anos de actividade...
Um abraço
Joao Bioterra