quinta-feira, maio 17, 2007

"os nossos nervos simpaticos vibravam em unissono. Sem mais uma palavra, tiramos subitamente os nossos sacos da bagageira e corremos para a saida da carruagem. Uma vez no cais, desatamos a rir"
Gao Xingjian "Uma cana de pesca para o meu avô"

1 comentário:

seforis disse...

Pelos vistos gostas de começar e acabar de uma só vez as leituras que inicias :-)...sentado ao lado do meu avô...